Além da sombra: a importância das florestas plantadas

Além da importância ambiental, as florestas plantadas também possuem um papel importante para o desenvolvimento social e econômico no Brasil.

 

Já é sabido que as florestas além da sombra, liberam oxigênio para o planeta, são fornecedoras de muitas matérias-primas e produtos de exportação e consumo brasileiros. Seja plantada ou nativa, a importância das florestas é inegável para o Brasil e para o planeta.

Para aprofundar uma pouco mais sobre o assunto – Florestas Plantadas – o Planeta Campo entrevistou Zaid Nasser, presidente da Associação Paranaense de Empresas de Base Florestal (APRE).

As florestas

silvicultura

beautiful green forest

De acordo com Nasser uma das grandes importâncias das florestas plantadas é que elas tiram pressão do desmatamento das florestas nativas.

“Historicamente o Brasil é líder em produtividade de florestas plantadas e nos últimos anos não tivemos nenhum impacto sobre a capacidade da área produtiva do nosso florestamento, ou seja, mantivemos a mesma produção florestal, usando apenas nossas tecnologias para o aumento da produtividade”, disse.

Um estudo divulgado pela Indústria Brasileira de Árvores (Ibá) mostrou que o Brasil possui um estoque de 4,5 bilhões de CO2, o seja, 3 vezes mais do que é produzido, está estocado. E desse total, 42% vem das florestas plantadas.

“Com base nisso já vemos a potencialidade das florestas plantadas e a necessidade de manutenção delas, inclusive para preservar as floresta nativas”, frisou.

Produtos das florestas

Os produtos provenientes das florestas estão no dia-a-dia, seja uma porta, uma mesa de escritório, papel ou fonte de energia, enfim a cadeia florestal é usada em diversos setores.

“Onde está a indústria madeireira, há desenvolvimento social e econômico junto com o ambiental. Regiões onde tínhamos baixos índices de IDH,  hoje possuem desenvolvimento educacional, novos postos de trabalho gerados pela indústria, gira o mercado local do 3º setor como restaurantes, lojas, departamentos. Na questão do desenvolvimento local, a cadeia florestal impacta muito”, explicou Nasser.

O setor de florestas plantadas continua agregando muito no Brasil, especialmente no valor do PIB em termos de exportação, de abertura de mercados para países dos continentes da América do Norte, Ásia e Europa.

“Então a transformação de matérias-primas das florestas plantadas em produto de uso diário, está em todo o mundo”, pontuou.

Código Florestal Brasileiro

De acordo com Nasser o código florestal brasileiro é muito rígido nas questões ambientais. Logo, os mercados que exigem selos de certificação de qualidade para exportação,  com certeza já são contemplados pelo próprio código.

“Para obtenção dos selos de certificação é necessário que se contemple questões sociais, ambientais e economicamente viáveis, ou seja, o próprio código florestal brasileiro já garante todas essas questões ligadas à sustentabilidade“, explicou.

Qualidade da madeira

Todo material produzido pelas florestas passam pelo setor industrial que atestam qualidades internacionais.   E a cada ano o Brasil vem aumentando sua capacidade de exportação para novos mercados.

“Justamente pela qualidade  dos processos industriais usados no Brasil, como também pelo processo produtivo, tanto da silvicultura como na colheita das  florestas. Se tem um índice que deve ser acompanhando é o da exportação, porque ele agrega novos produtos brasileiros que abrangem a qualidade internacional”, finalizou.