Cadeia produtiva da carne aposta na rastreabilidade para atender demanda internacional

Segundo Luiza Bruscato, diretora-executiva da Mesa Brasileira de Pecuárua Sustentável, a indústria ainda está se adaptando aos desafios regulatórios relacionados à rastreabilidade

A cadeia produtiva da carne brasileira está apostando na rastreabilidade individual como uma forma de garantir a sustentabilidade da produção e atender às demandas dos mercados internacionais.

Em entrevista ao Planeta Campo, Luiza Bruscato, diretora-executiva da Mesa Brasileira de Pecuária Sustentável, destacou a ação do governo federal do Pará em anunciar apoio a JBS para implementar a rastreabilidade individual dos animais em 100% do rebanho no estado.

“A repercussão foi positiva, mas é uma meta bastante audaciosa”, afirmou Bruscato.

“Temos questões de implementação e acesso a dados. Não sei como o setor produtivo vai receber essa notícia lá no Pará.”

A diretora-executiva da Mesa Brasileira também destacou que a indústria está se adaptando aos desafios regulatórios relacionados à rastreabilidade. A própria mesa desenvolveu diretrizes para uma política de rastreabilidade individual, que será entregue ao Ministério da Agricultura.

“Além do Pará, outros estados também estão adotando iniciativas para lidar com essas questões”, disse Bruscato.

“É importante envolver os produtores rurais na discussão sobre pecuária sustentável e rastreabilidade.”

A agenda inclui engajar as federações estaduais da agricultura e as secretarias de Meio Ambiente e Agricultura. O objetivo é disseminar boas práticas e técnicas de manejo para mais produtores.

“A gente precisa engajar as federações da Agricultura estadual mais para que estejam mais presentes na pauta e possam disseminar esse conteúdo de pecuária regenerativa, técnicas de manejo e boas práticas para mais produtores”, afirmou.

“Em parceria com as secretarias de Meio Ambiente e Agricultura, a gente possa avançar na validação do CAR, porque de qualquer forma a gente precisa do CAR validado para seja ela para rastreabilidade por lote ou para individual.”

Brasil pode ser pioneiro da rastreabilidade

pecuária, rastreabilidade

Foto: Adobe

A diretora-executiva da Mesa Brasileira destacou que o Brasil tem um potencial enorme para a produção de carne sustentável.

“O Brasil tem uma pecuária sustentável. A gente está trabalhando para melhorar ainda mais a nossa produção, e a COP 28 é uma oportunidade para mostrarmos ao mundo o que estamos fazendo.”