Fazendas verticais urbanas são espaços onde a produção de alimentos acontece em um ambiente protegido da luz solar, chuva, do vento e longe do solo.

O local parece um laboratório. Tudo graças a iluminação que é feita por lâmpadas de led azul e vermelho, que juntas, deixam o lugar com tom de rosa substituindo a luz solar. Tudo isso em centros urbanos

Proximidade dos consumidores

A Juliana é dona de um restaurante na zona sul da cidade de São Paulo. Pelo menos duas vezes na semana ela abastece o local com hortaliças da fazenda vertical.

A proximidade é um diferencial muito importante. A empreendedora sabe que a pouca distância, na hora da entrega, facilita seu negócio. “Facilita, facilita e muito atender os clientes com a rápida entrega”, explicou.

Alem de vender, ela aprecia o produto. “Eu gosto do sabor e da crocância da folha, disse

Capital paulista


Em uma fazenda vertical da capital paulista, por exemplo, são comercializados por mês mais de uma tonelada de alimentos mensais por torre com dez fileiras de plantações.

O co-fundador, Rafael Pereira Delalibera, montou o local na capital paulista há dois anos, mas o sonho teve início anos antes. “São 360 metros2 de área produtiva dividido em duas torres. A produção por metro quadrado de chão é 170 vezes maior do que o campo”, explicou.

No local são ofertados vários tipos de alfaces e também os chamados micro verdes. ” Temos cenouras , alho poro, brotos e outros produtos. Além disso, estamos em fase de pré lançamento como ruculas agrião espinafre no futuro. O próximo passo e oferecer tomates morangos e tomates cerejas” conclui

Salas de processos
No espaço da Vila Leopoldina, existem duas salas: uma para germinação e outra para o desenvolvimento da planta.

Segundo a engenheira Agrônoma Martins Borges, com o plantio há economia de 90% de água e 50% de fertilizantes. “A semeadura é realizada com sementes importadas. A produção de um alface, por exemplo, dura um período de 40 dias. No processo tradicional são aproximadamente 60”, explicou.

A especialista disse também que uma central de tecnologia controla todas as fases da produção. “Não há surpresas climáticas, nem mesmo uma estação ideal para produzir. Também não há pragas”, afirmou.

Independente do tipo de produção agrícola, seja tradicional da terra ou a moderna em torres, o importante é garantir a produção de alimentos. As hortaliças são essenciais para a nutrição humana.

Confira o programa completo: