Combustíveis renováveis também ajudam a agricultura familiar

Além de ajudar o meio ambiente, os combustíveis renováveis também impulsionam a agricultura familiar por meio de troca de conhecimento com indústrias.

O uso de biocombustíveis e combustíveis renováveis tem se tornado cada vez mais frequente em todo o mundo. E a tendência se mostra não apenas uma alternativa sustentável, mas também viável para a agricultura familiar.

O Planeta Campo conversou com Daniel Amaral, economista-chefe da Associação Brasileira da Indústria de Óleos Vegetais (ABIOVE) para comentar como essa opção tem ajudado famílias em todo o país.

Investimentos de R$ 35 milhões

Combustíveis Renováveis

As usinas associadas à ABIOVE investiram, na safra 21/22, mais de R$ 35 milhões no Selo Combustível Social, um programa criado para assistência técnica e extensão rural, de capacitação dos produtores.

Na avaliação de Amaral, essa é uma forma de aumentar a capacidade de geração de tecnologia e incluir os pequenos agricultores na produção dos biocombustíveis.

O selo é oferecido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) às empresas que comprovam que os contratos de aquisição de matérias-primas respeitam os conceitos de sustentabilidade e que priorizam a agricultura familiar e o desenvolvimento dos pequenos produtores.

Qual a vantagem para a agricultura familiar?

O economista-chefe da associação aponta que isso garante uma segurança para os pequenos agricultores, que vão ter a certeza de que vão vender as produções em um prazo maior, uma vez que são assinados contratos nesse sentido.

“Esses contratos já tem uma previsão de quanto as indústrias vão pagar pela produção e por quanto tempo essa compra vai acontecer. Isso dá uma segurança maior em todos os sentidos”, explica Daniel Amaral.

Além do compartilhamento de tecnologias, há também um notório aumento de produção nos campos parceiros, sempre lembrando da questão sustentável.

As contrapartidas

Combustíveis Renováveis

As assinaturas dos contratos não apenas garantem um sustento financeiro para as famílias, já que há contrapartidas que são oferecidas para as produções que vão ser usadas nos combustíveis renováveis.

As usinas de biodiesel levam para o agricultor familiar insumos, sementes e outros elementos importantes para que ele possa fazer essa produção seguindo uma “receita”, da melhor forma possível e com mais produtividade e mais índices de sustentabilidade.

Mas não é só a soja

Soja 6.jun | Planeta Campo

Daniel Amaral lembra que essa integração não vale apenas para produção de soja, mas vale para um leque de matérias-primas.

A soja é um dos principais produtos para os combustíveis renováveis, mas há a possibilidade também para as culturas de coco, mamona, canola, milho, girassol, amendoim e até animais vivos.