Brasil se destaca por matriz energética limpa na COP27

País possui uma das matrizes mais limpas do mundo com 85% de fontes renováveis, contra uma média de 28% do restante do planeta

O exemplo do Brasil na geração de energia foi um dos principais temas que a delegação nacional apresentou durante a 27ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, a COP27.

A conferência encerrou nesta sexta-feira, 18, em Sharm El-Sheik, no Egito, e reuniu delegações de cerca de 200 países, com  mais de 45 mil participantes registrados. 

Em participação especial ao programa Planeta Campo, o secretário adjunto de Clima e Relações Internacionais do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Marcelo Freire, comentou sobre o potencial do país.

“O Brasil já se destaca por possuir uma das matrizes mais limpas do mundo e atualmente sua matriz elétrica atinge 85% de fontes renováveis, contra uma média de 28% do restante do planeta“, disse. 

Vocação para energias renováveis

Segundo Freire, em Sharm El-Sheik, o país apresentou ao mundo sua vocação para a geração de energias renováveis. “O Brasil tem uma capacidade de produção de energia 100% limpa e renovável que supera muito as necessidades presentes e futuras da sociedade”, afirmou. 

Para finalizar, o secretário comentou sobre a produção de alimentos pelo país. “Quanto mais alimento o mundo consumir do Brasil e produzir aqui, menos gases de efeito estufa o planeta vai emitir”, disse.

O Planeta Campo e o Canal Rural estão realizando a cobertura completa da COP27 com apoio da JBS, UPL e SLC Agrícola.