Crédito rural: ferramenta inédita do Serasa vai facilitar acesso do produtor

O objetivo da ferramenta, customizada para o agronegócio, é mostrar a confiabilidade dos produtores rurais para as instituições financeiras e facilitar o crédito rural

 

Uma ferramenta desenvolvida pelo Serasa Experian, baseada em dados estatísticos e que considera desde a idade do produtor até o modelo de produção, vai trazer mais confiabilidade para as instituições financeiras. O instrumento também pretende facilitar o acesso dos produtores ao crédito rural.

Em entrevista ao Planeta Campo, o head de agronegócio do Serasa Experian, Marcelo Pimenta, explicou como funciona a nova ferramenta, que mescla a expertise da análise de crédito do Serasa e a análise de riscos socioambientais da Brain Ag, empresa de big data adquirida parcialmente pela empresa no ano passado.

“Ao longo de 4-5 anos analisa-se o histórico daquele produtor rural para entender se as condições climáticas, de preço e principalmente a capacidade de pagamento nos últimos anos, demonstrou a probabilidade dele pagar determinado financiamento ou ter algum problema. Isso gera uma nota de crédito que chamamos de score e com base nesse valor, que varia de 0 a 1000, é decidido pelo credor qual valor poderá ser financiado e qual a taxa de juros para aquele produtor”, explicou.

Inovação no mercado agro

De acordo com Pimenta, não existe no mercado do agronegócio outra ferramenta do tipo. Geralmente os scores utilizados pelos credores são comuns, os mesmos utilizados para a população urbana tomar crédito, no entanto o público do agro tem perfil diferente.

“Os scores utilizados para a população urbana não levam em consideração questões como o risco da produção, o risco dos preços dos alimentos, o fator climático, fora o comportamento de pagamento. Então, com esses dados conseguimos aumentar o número de produtores que não conseguiriam crédito, por exemplo. A ideia é levar mais pessoas para taxas mais altas de crédito e assim facilitar suas produções”, pontuou.

Perfil dos produtores rurais

O perfil dos produtores rurais aptos para tomarem crédito é muito diferente do público urbano. Enquanto no urbano, a maior capacidade de pagamento se concentra entre 30-50, na área rural pessoas entre 18 e 22 anos e com mais de 60 são os mais aptos, com mais capacidade de pagamento.

Mais crédito rural

Grandes bancos, tradings, revendas e químicas são o público-alvo que irá interagir diretamente com a nova ferramenta. Segundo expectativas do head do Serasa, na próxima safra os produtores já irão sentir a diferença.

“Os bancos  que utilizam esse Agro Score tem melhor capacidade de selecionar e dar uma taxa de juros melhor”.

Escore ESG

Durante a entrevista, Pimenta também falou sobre o outro produto do Serasa Experian, o Score ESG.

A ferramenta vai avaliar a qualidade do compliance das propriedades dos produtores rurais e assim colocar a disposição dos grandes tradings a avaliação de quais elas poderão se relacionar.