Descarbonização é a palavra de ordem no agronegócio

Durante o segundo dia do 5º GAF 2022, a descarbonização do planeta é uma prática que todos os setores do agro devem incentivar de alguma forma

A descarbonização do planeta é a principal medida que todo o setor do agronegócio deve ter em mente nas próximas ações.

Esse é o resultado do segundo dia de discussões e fóruns do 5º GAF 2022, que propôs o debate sobre sustentabilidade e o futuro.

Como estará o Brasil em 2050?

Descarbonização é tema discutido no segundo dia do 5º GAF 2022

A avaliação dos especialistas que participaram do 5º GAF 2022 é que o Brasil vai ocupar um lugar de destaque, até 2050, priorizando a tecnologia para alavancar a criatividade e a produtividade no campo.

Um dos exemplos disso é a cana editada não-transgênica, criada pela Embrapa. A modificação permite que mais biomassa seja extraída, com tempo menor de plantio e mais sacarose.

O consultor sênior de política do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês), Jeremy Adamson, avalia que o Brasil é um líder no setor tecnológico.

“As atividades na agricultura cresceram muito nos últimos 50 anos. Então, avalio que o Brasil é um parceiro que pode nos ajudar globalmente com decisões, tecnologia e segurança alimentar“, disse.

Descarbonização: com tecnologia, é possível

No segundo dia do Global Agribusiness Forum, as propostas para reduzir as emissões de carbono foram discutidas. Na avaliação de todos os especialistas, é urgente a necessidade de se planejar e atingir metas para a descarbonização do planeta.

“Não podemos esquecer a sustentabilidade em um mundo que está indo para situação de emergência. Nós temos que fazer alguma coisa pelo planeta, antes que ele acabe”, disse Maurício Adad, presidente da DSM.

Espaço para o bem-estar animal

Um dos painéis discutiu como a pecuária de aves e suínos pode ser sustentável. Segundo José Antônio Ribas Junior, diretor de sustentabilidade da Seara, várias medidas podem ser adotadas para que se atinja esse objetivo.

“Por exemplo: rastreamento de grãos para toda a nossa cadeia é um tema relevante. O bem-estar único, que é aquele entre pessoas, planeta e animais, também é algo que precisa ser muito bem pensado”, disse.

Avaliação positiva

O presidente do Conselho do Global Agribusiness Forum, Sergio Bortolozzo, acredita que todas as discussões levantadas durante os dois dias de fórum foram fundamentais para guiar as ações que precisam ser tomadas por toda a cadeia de produção a partir de agora.

“Entendemos que esses assuntos tem que ser tratados na mesma página. Não é possível separar a segurança alimentar do aquecimento global, por exemplo. Temos que pensar que existe um tripé nas discussões ambientais, sociais e econômicas”, comenta.

Mais de 2,5 mil pessoas participaram presencialmente das discussões, e mais de 10 acompanharam tudo online.