Embrapa ensina produtores a otimizar uso de fertilizantes

Caravana Embrapa FertBrasil percorre polos produtivos do país levando técnicas e informações para que os produtores reduzam a dependência de fertilizantes.

A crise dos fertilizantes agravada pela guerra entre Rússia e Ucrânia gerou uma mudança no mercado mundial. Durante o Congresso do Milho e Sorgo, foi apresentado um balanço das ações da Caravana Embrapa Fertibrasil, iniciativa da instituição que percorre polos produtivos do país levando técnicas e informações para sensibilizar os produtores para reduzir a dependência de fertilizantes.

De acordo com o supervisor de transferência de tecnologia  da Embrapa Cerrado, Sérgio Abud, já foram percorridos 28 locais nas regiões sul e sudeste e as próximas serão centro-oeste, norte e nordeste.

” Temos tido a participação massiva de produtores e técnicos que estão gostando muito dos conteúdos,  que são aplicados ao dia a dia,  de forma que os produtores não precisem reduzir a produtividade e ter sucesso na produção”, pontuou.

Brasil em 4º lugar

fertilizantes

No ranking do consumo global de fertilizantes, o Brasil ocupa a 4ª posição, sendo que os fertilizantes utilizados no país são 80% importados.

Segundo Abud, agora é o momento do produtor otimizar o que ele já tem em estoque no solo.

“Já usamos grandes quantidades de fertilizantes os quais estão armazenados no solo, então é importante o produtor identificar essa quantidade já presente por meio de uma boa análise de solo, saber o quanto as plantas vão exportar desses nutrientes e fazer  a adubação com balanço zero, ou seja: considerando que a planta vai exportar no grão [vai ser retirado do solo pro grão], somado ao que ele tem no solo, ele vai ver o que falta para complementar na adubação dele. São táticas simples que precisam ser seguidas pra ele ter sucesso na produtividade”, finalizou.