Encontro de mulheres cooperativistas reuniu mais de 800 participantes em dois dias de evento

Evento destacou o protagonismo das mulheres no campo, desafios , autoestima e muito conhecimento técnico.

Em sua primeira edição presencial e com um público de mais de 800 pessoas, a 3ª edição do Encontro de Mulheres Cooperativistas  (Enmcoop) foi considerada um sucesso. O evento aconteceu no Royal Palm Hall, em Campinas, nos últimos dias 30 e 31 e foi acompanhado de perto pelo Planeta Campo.

Entre os melhores momentos do evento, as reflexões e relatos de mulheres que vivenciam desafios diários do cooperativismo no campo, sem dúvida, foi um dos temas de mais destaque.

De acordo com a coordenadora social da Cooperja e participante do evento, Elisabete dos Santos, as mulheres estão cada vez mais participativas na vida das cooperativas.

“Eu digo pra essas mulheres procurarem sempre mais. Saírem de suas casas, irem em busca de novos conhecimentos. Tem uma associada que diz que foi através dos núcleos femininos que ela virou águia e pôde voar. E é isso, o que queremos é que os trabalhos das cooperativas façam as mulheres acontecer”, disse.

Mulheres cooperativistas incentivam

Durante o painel “Liderança feminina no mercado agro: desafios e oportunidades”, as palavras incentivar, colaborar, conectar e reconhecer foram muito bem exploradas e adaptadas à realidade das mulheres.

Segundo a palestrante, diretora de licenciamento Latam da Bayer, Natália Carvalho, um estudo da Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) com a Agroligadas, realizado em 2021 com 408 mulheres do campo, apontou que 68% dessas mulheres já sofreu preconceito no meio rural, em virtude do gênero.

“Sabemos que nos últimos 10 anos houve uma evolução tremenda e 79% dessas mulheres reconheceram isso também. Mas ainda tem muito esforço a ser feito. Então o Conexão Mulheres vem para somar a isso, é uma iniciativa que visa reconhecer, conectar , incentivar as mulheres a encontrarem sua voz e assumirem seu protagonismo no campo”, explicou.

Intenção e excelência

Além das diversas mulheres palestrantes, o evento contou com participação masculina também. O atleta olímpico César Cielo foi um deles, ele realizou o painel “Busca de resultados extraordinários” e destacou que o primeiro passo é saber onde se quer chegar.

“Além de saber onde se quer chegar, as mulheres precisam ter um propósito por trás disso, saber como tudo isso melhora a vida dela, da família, da casa. E quando a gente tem a resposta, a força de trabalho muda. Conversar com mulheres sobre isso é muito fácil, elas tem mais consciência e uma noção muito maior que a dos homens”.

Inspiração e perseverança

O evento não se resumiu apenas ao aspecto motivador e técnico. Muitas participantes destacaram a Inspiração  e a Perseverança como diferenciais.

Foi o momento das mulheres recarregarem as energias e o conhecimento para voltarem à luta mais fortalecidas.

O encontro teve tanto êxito que já terminou com data marcada para o ano que vem: 11 e 12 de abril de 2023.