Gerenciar uma propriedade é como uma “sinfonia de desafios e oportunidades”; saiba como ter sucesso na sua

Ao harmonizar os diferentes instrumentos da gestão, o maestro da propriedade rural garante a sustentabilidade do negócio, a rentabilidade da produção e a qualidade de vida no campo.

No palco da agricultura, a melodia do sucesso é composta por diversos instrumentos, desde o clima e as safras até as inovações tecnológicas. Gerir uma propriedade rural é como reger uma orquestra, onde cada elemento precisa ser harmonizado para alcançar a sinfonia da produtividade e da rentabilidade.

A governança assume o papel de maestro, guiando a propriedade rural com maestria. Ela garante que todos os instrumentos estejam afinados, desde o planejamento estratégico até a gestão financeira, passando pela escolha de tecnologias e insumos.

gestão

Foto: Envato

“É muito importante que o empresário rural olhe sempre para frente. Cada ciclo agrícola é um campeonato novo, e os aprendizados e os fatos que ocorreram no ano anterior não servem para basear as decisões que precisam ser tomadas. É essencial que olhemos para o futuro, porque o que aconteceu nos dois últimos anos mostrou que, em muitos momentos, fechamentos antecipados deram errado. Assim, no ano seguinte, ao evitar os fechamentos, novamente as coisas não deram certo. Esse hábito de olhar no retrovisor é péssimo”, diz Marcelo Prado, consultor em gestão.

O planejamento da produção é a primeira nota da sinfonia. Definir as etapas do processo produtivo, escolher os insumos e tecnologias adequados e estabelecer metas realistas são elementos essenciais para garantir a harmonia da produção.

“O planejamento da produção é muito importante para definir todas as fases dos processos do processo produtivo e quais insumos seriam mais importantes para obter a máxima produtividade. Normalmente, como você mesmo disse, muita gente não faz isso, e muitos que fazem, muitas vezes, baseiam-se apenas em relacionamentos. Sabemos que o relacionamento é muito importante, mas é fundamental escolher sementes, defensivos, fertilizantes, máquinas e implementos com base em produtividade e eficiência. Ao usar o critério da eficiência, conseguiremos escolher as melhores alternativas e, com isso, alcançar as melhores produtividades,” destaca Prado

Manter o ritmo do fluxo de caixa é fundamental para a saúde financeira da propriedade. Controlar custos, orçamentos e investimentos garante que a melodia da rentabilidade não desafine.

No Brasil, a governança ainda é um “instrumento desafinado” em muitas propriedades rurais. Um estudo recente revela que quase 10% dos gestores de grandes fazendas desconhecem o conceito e 15% não reconhecem sua importância.

“Agricultores e empresários da agricultura normalmente preferem focar nos aspectos produtivos, como escolha de sementes, forma de fertilizantes, chuvas, defensivos, produtos biológicos, etc. No entanto, não podemos esquecer que a agricultura é uma atividade empresarial igual a qualquer outra. É fundamental realizar o controle do fluxo de caixa, gerenciar o orçamento e os custos para garantir a rentabilidade. Ter cuidado com o caixa é essencial em qualquer atividade empresarial, e na agricultura não é diferente.”

A gestão rural é uma sinfonia em constante mudança, com desafios e oportunidades surgindo a cada safra. O clima volátil, a instabilidade dos mercados e a necessidade de inovação exigem adaptabilidade e maestria do gestor.

A conscientização da importância da gestão profissionalizada é fundamental para o futuro da agricultura brasileira. Investir em conhecimento, capacitação e ferramentas adequadas é essencial para que a sinfonia do agronegócio alcance o seu potencial máximo.

“O setor agrícola precisa despertar para a importância da gestão nos negócios e nas fazendas, abrangendo todas as atividades em cada elo da cadeia. Quando você administra bem o seu negócio, a rentabilidade se destaca, pois quem gerencia eficientemente sabe controlar custos, identificar o momento certo de comprar e vender, capacitar as pessoas e organizar estratégias de comercialização. É hora de despertar para a importância da gestão. Se todos conscientizarem disso, não tenho dúvidas de que muitos recursos atualmente desperdiçados poderão ser retidos, resultando em uma geração de riqueza muito maior no agronegócio brasileiro.”

Ao harmonizar os diferentes instrumentos da gestão, o maestro da propriedade rural garante a sustentabilidade do negócio, a rentabilidade da produção e a qualidade de vida no campo.

A profissionalização da gestão é a chave para que a sinfonia do agronegócio brasileiro continue a tocar por muitos anos, em um ritmo de prosperidade e desenvolvimento.