Mulheres “dominam” maior biofábrica de mudas TIB do mundo

A maior biofábrica de mudas do mundo pela técnica sustentável TIB (Imersão Temporária em Biorreatores) é dominada por mulheres e fica localizada no Brasil. A SBW do Brasil produz 50 milhões de mudas de variadas espécies ao ano no município de Holambra, interior de São Paulo, e tem uma média de 8,7 mulheres para cada […]

Mulheres “dominam” maior biofábrica de mudas TIB do mundo

A maior biofábrica de mudas do mundo pela técnica sustentável TIB (Imersão Temporária em Biorreatores) é dominada por mulheres e fica localizada no Brasil.

Conny de Wit de família holandesa de Holambra comanda o trabalho feminino nos laboratórios. (Foto : Gilberto Gonçalves)

A SBW do Brasil produz 50 milhões de mudas de variadas espécies ao ano no município de Holambra, interior de São Paulo, e tem uma média de 8,7 mulheres para cada homem na equipe (131 a 15).

O comando, inclusive, também fica por conta de uma liderança feminina. A executiva Conny de Wit é a CEO da SBW do Brasil.

“A empresa seguramente tem o maior laboratório de clonagem do mundo em tecnologia de multiplicação pelo sistema de Imersão Temporária em Bioreatores, a técnica TIB”, diz.

Atualmente, a estrutura conta com cinco salas com 3 mil unidades TIB em cada, o que soma 15.000. Estas unidades tem capacidade de produzir até 100 milhões de brotos de cana de açúcar a cada ano.

Como a estrutura também é usada para espécies como mamão hermafrodita e banana, as instalações produzem 50 milhões de mudas por ano.

Segundo Conny, a grande maioria dos laboratórios no mundo possui apenas áreas experimentais com TIB. A vantagem da técnica é alcançar um alto nível de padronização das mudas por meio de clonagem.

Deste modo, as unidades ganham em previsibilidade, economia de insumos e facilidade de gestão quando a campo, além de garantir determinados potenciais genéticos para produtividade.

“Laboratórios do mundo inteiro estão entrando em contato para adquirir nossa tecnologia”, conta a gestora de origem holandesa. Desde 2017, a empresa mantém um crescimento médio de 30% ao ano.

Delicadeza

Funcionário Natércia Pereira repica mudas de mamão papaia no laboratório em Holambra. (foto : Gilberto Gonçalves)

A força de trabalho feminina é importante, além da gestão, também nas delicadas e precisas operações de poda das mudas, contribuindo para a qualidade e eficiência ao processo.

A funcionária Natércia da Silva Pereira é portuguesa de origem e trabalhou nos laboratórios da SBW na Holanda antes de vir para o Brasil em 2017.

Ela considera muito importante sua atividade e tem orgulho do trabalho que faz.

“É muito gratificante saber que muitas plantas que estarão nos campos do Brasil passaram pelas minhas mãos”, comenta.

De acordo com a profissional, o processo de reprodução das mudas começa com este replicar as mudinhas. “Depois de selecionar uma, ela reproduzirá milhares e milhares de outras”, completa.