Plano Safra 22/23: governo aumenta crédito para ações sustentáveis

Novidades são os incentivos ao pó de rocha e à irrigação. Os recursos para essa última subiram em 44% em relação ao Plano anterior

O Governo Federal lançou nesta quarta-feira, dia 29, o Plano Safra 2022/2023, que está disponibilizando, no total, R$ 340,8 bilhões em crédito rural para fomentar o desenvolvimento do agro nacional na próxima safra. o incentivo a técnicas sustentáveis continuou sendo uma das prioridades do Plano Safra neste ano.

Crédito para o Programa ABC

Uma das linhas de crédito do Plano está destinada ao Programa ABC, que financia a recuperação de áreas e de pastagens degradadas, a implantação de sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) e a adoção de boas práticas na produção.

Os recursos para a agricultura sustentável serão de R$ 6,19 bilhões, um aumento de 23,8% em relação ao valor disponibilizado ao programa no ano passado, quando o montante era de R$ 5 bilhões.

As taxas de juros também foram elevadas este ano. No Plano Safra 21/22, a taxa de juros para ações de recomposição de Reserva Legal e Áreas de Preservação Permanente (APP’s) era de 5% ao ano e, agora, passou para 7% ao ano. E para ações de conservação nas demais áreas mudou de 7 para 8,5% ao ano.

Em entrevista exclusiva ao Planeta Campo, o secretário de política agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Guilherme Bastos, disse que apesar do aumento, as taxas de juros continuam sendo atrativas para o produtor.

“As taxas aumentaram, mas ainda estão entre as menores taxas de investimentos que foram anunciadas neste Plano Safra. A gente está falando de taxas de juros negativas, então são taxas aí mostrando exatamente um incentivo para que o produtor possa se financiar e continuar nessa pegada de agricultura de baixo carbono”

Uma novidade do Plano este ano é o financiamento de remineralizadores de solo, como o pó de rocha, que tem o potencial de reduzir a dependência dos fertilizantes importados. O Plano também prevê o incentivo à utilização de fontes de energia renováveis.

Plano Safra 22/23: governo aumenta crédito para ações sustentáveis

Incentivo à irrigação

O Programa de Financiamento à Agricultura Irrigada (Proirriga) e ao cultivo protegido será mantido esse ano, mas com um valor vem maior que o disponibilizado no ano passado.

Para este fim, será alocado R$ 1,95 bilhão. Este foi o programa de investimento que teve maior aumento de recursos: 44% em comparação à safra anterior.

“Os recursos do Proirriga foram bastante procurados na safra passada e eu acho que também isso mostra muito a nossa preocupação em continuar fomentando essa resiliência com relação a todos os fenômenos climáticos que a gente tem observado”, disse Bastos.

O Proirriga contempla o financiamento dos itens relacionados aos sistemas de irrigação, inclusive infraestrutura elétrica, reserva de água e equipamento para monitoramento da umidade no solo.