Portos do Paraná firma parceria com Holanda para promover sustentabilidade

A intenção na parceria é compartilhar iniciativas e conhecimento para tornar os portos paranaenses mais sustentáveis

A Portos do Paraná e o Porto de Rotterdam assinaram, na Holanda, uma parceria para estabelecer o desenvolvimento de energias renováveis nos portos de Paranaguá e Antonina.

Sustentabilidade

porto, paraná

Foto: AEN

A intenção é compartilhar iniciativas e conhecimento para tornar os locais mais sustentáveis, reduzindo o uso de carbono e investindo em novos sistemas energéticos, como o hidrogênio verde e a energia eólica.

“A autoridade portuária holandesa é uma das maiores lideranças globais neste sentido e reconheceu os portos paranaenses como um dos precursores brasileiros, em decorrência do trabalho que já vem sendo realizado nos últimos quatro anos. Este é um passo importante para a construção do porto do futuro, com novos negócios gerando emprego e renda para as pessoas, mas com o menor impacto possível no clima e na natureza”, destacou o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

A assinatura do memorando de entendimento faz parte do programa de colaboração “Green Ports Partnership”, que terá duração de três anos.

“É um orgulho para todos os paranaenses ter este reconhecimento e ser um dos escolhidos para esta parceria. As iniciativas ligadas à transição energética são muito novas e a escolha do Paraná foi baseada no ambiente inovador que o estado oferece”, reforçou o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex.

O acordo prevê o intercâmbio de conhecimento com o propósito de mitigar riscos e criar um impacto positivo, em particular, nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). “Estas metas mundiais foram estipuladas pela Organização das Nações Unidas (ONU) para serem cumpridas até 2030. Os portos do Paraná são signatários e trabalham constantemente para minimizar os efeitos negativos da atividade portuária no entorno”, complementou o diretor de Meio Ambiente da Portos do Paraná, João Paulo Ribeiro Santana.

Ele citou como exemplos de cuidados ambientais já adotados o programa de permacultura e atendimento das comunidades ribeirinhas, plantio de mudas e o Porto em Ação, para atendimento de trabalhadores e caminhoneiros.

O trabalho em parceria com o Porto de Rotterdam busca atender os seguintes objetivos:  

• ODS 7: Garantir o acesso à energia acessível, confiável, sustentável e moderna para todos.

• ODS 8: Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, o emprego pleno e produtivo e o trabalho decente para todos.

• ODS 9: Construir infraestrutura resiliente, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação.

• ODS 13: Tomar medidas urgentes para combater as mudanças climáticas e seus impactos.